Olá meninas, como estão? Ontem a convite da Honda e do  produtor Rodrigo Perez, estive no meu primeiro Stand Up, por isso, a matéria de hoje é um bate papo sobre o espetáculo. Confira!

TEATRO HONDA

O Stand Up aconteceu no teatro Honda, na Vila Olímpia. A casa é pequena, mas bem aconchegante, além disso, o atendimento é muito bom. O Wellington que foi o garçom que atendeu nossa mesa é um rapaz solicito e atencioso. Os petiscos, porções e lanches possuem um valor igual à de qualquer barzinho e vale muito a pena. Eu e o Fábio comemos um lanche de costela Premium que estava incrível.

O STAND UP

O stand up é um espetáculo de humor, onde o humorista faz toda a sua performance em pé, por isso, recebe o nome de Stand Up. Normalmente essa apresentação é feita individualmente e com textos autorais que abordam fatos do nosso cotidiano, tais como: relacionamento, gases, sogra e a situação atual do Brasil.

LEIA MAIS:  5 FILMES DE SUSPENSE QUE VOCÊ PRECISA ASSISTIR NA NETFLIX

O QUE ACHEI

Eu descobri que sou extremamente chata com piadas, pois não consigo rir de tudo, demorei um tempo para começar a soltar algumas risadinhas. Enquanto a plateia ria de tudo. (E quando eu digo tudo é tudo mesmo). Antes de começar eu estava naquela expectativa de “Como Será?”

  • A noite começou com o humorista Renato Tortorelli, que além de stand up, também foi o apresentador da noite. As piadas foram sobre relacionamento, mas bem de leve.
  • Logo em seguida subiu ao palco o humorista Marcio Américo, que entrou com algumas piadas engraçadas sobre palavrões, mas que no decorrer do espetáculo, na minha opinião, acabou perdendo um pouco o brilho! Não que o cara não seja bom, pelo contrário, ele é engraçado, mas eu não gosto de nada que fique muito concentrado em um único tema. É igual filme brasileiro, eu sou hiper fã, mas quando começa a rolar só palavrões, eu acho que acaba ficando chato.
  • O terceiro e último humorista foi Marcinho Eiras, que entrou com 3 guitarras. Logo que o show começou eu pensei: “Cara, que homem louco!”, mas no decorrer do espetáculo ele foi ganhando o palco e manteve a genialidade do começo ao fim. Ainda mais porque o show dele é mais interativo, sem falar que ele é muito bom no que faz.

E vocês já foram em algum Stand Up? Conta pra mim!

Author

Taty Corrêa, paulista, 27 anos. Design Gráfico e Marketeira por formação, estudante de moda e blogueira por paixão. Esposa, filha e amiga de pessoas que movem minha vida. Voluntária em hospitais e Mêssiânica há 10 anos, por acreditar que se cada um fizer sua parte, o mundo será um lugar melhor! A ideia do blog foi criar um lugar para que eu pudesse falar abertamente sobre moda, beleza, saúde, bem estar, maquiagens, homens e muito mais. O mundo visto, através dos meus olhos!

Write A Comment