BARBA FAZ BEMBarba Faz Bem! Que homem não sonha em ser mais atraente e saudável? Uma pesquisa realizada mostra que 10 entre 10 homens tem este sonho. Agora o que muitos não sabem é que já existe uma maneira bem simples de atingir este objetivo numa única tacada. Quer saber como? Então vem comigo!
Acredite ou não, mas deixar a barba crescer faz com que o homem se sinta mais confiante e atraente. Afinal de contas, é dos barbudos que elas gostam mais!!!
Uma pesquisa realizada em 2013 já havia mostrado que os pelos faciais protegem os homens contra alergias, tosse e funcionam como protetor solar. Só que este ano a descoberta foi mais além. Publicado no Journal Of Hospital Infection, o estudo testou o material colhido do rosto de 408 funcionários (com e sem barba) de um hospital americano. O objetivo? Investigar minunciosamente o papel dos pelos faciais em infecções hospitalares e revelou que a barba produz uma
espécie de antibiótico natural para o corpo. Incrível, não?
Mas, a grande descoberta mesmo foi a que os barbeados portavam um número  maior de uma substância perigosa para o rosto. Eles apresentavam três vezes mais Staphylococcus Aureus, uma “superbactéria responsável por grande parte das infecções hospitalares”.
A explicação é simples, o barbear causa microlesões na pele, deixando a mais propensa à proliferação das bactérias. Além disso, como eu havia comentado acima, a barba produz um micróbio que age como antibiótico, matando bactérias da região. Nada é por acaso, né?
Quem trouxe esta revelação até nós meros mortais, foi o doutro Adam Roberts, microbiologista da University College London. Adam conseguiu cultivar 100 tipos diferentes de bactérias a partir de amostras de barba, mas notou que algo estava matando boa parte delas. Após uma longa pesquisa, o microbiologista descobriu que este assassino silencioso fazia parte da espécie staphylococcus epidermidis.
Foi então que ele decidiu testar uma bactéria chamada Eschercichia Coli para combater este problema e adivinhem… Funcionou! Ainda não sabemos se a ciência vai usar este “micróbio barbudo” para criar um remédio, mas vale lembrar que a penicilina, o primeiro antibiótico utilizado com sucesso, também foi desenvolvida a partir de um fungo chamado Penicillium notatum.
 Eaí, será que a barba vai ser a grande responsável pela próxima revolução na medicina? Vamos aguardar!
Author

Taty Corrêa, paulista, 27 anos. Design Gráfico e Marketeira por formação, estudante de moda e blogueira por paixão. Esposa, filha e amiga de pessoas que movem minha vida. Voluntária em hospitais e Mêssiânica há 10 anos, por acreditar que se cada um fizer sua parte, o mundo será um lugar melhor! A ideia do blog foi criar um lugar para que eu pudesse falar abertamente sobre moda, beleza, saúde, bem estar, maquiagens, homens e muito mais. O mundo visto, através dos meus olhos!

Write A Comment